Verbalizar

"Expressando uma vida digna"

Textos

Porta

 
Pai me deixa entrar eu te aguardo, pra onde foram meus irmãos e irmãs?
Tenho saudades de nossos cânticos e de colher as flores para o teu altar.
Pai me deixa entrar eu te espero, não deixe ninguém sentar-se no meu lugar.
Quero sentir as suas mãos novamente os meus cabelos afagar.
Pai me deixa entrar eu te suplico, sinto medo daqui fora me machucar.
Vem ó Pai! Ou envia um anjo no seu lugar.
Pai me deixe entrar eu te espero, enxuga as lágrimas minhas que estão a derramar.
Pai! Pai! Pai! Não me deixe deste lado ficar.
Maurício de Oliveira
Enviado por Maurício de Oliveira em 13/12/2015
Alterado em 25/01/2016
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras